BluesCake. Dois anos tentando pra ver se alguma coisa dá certo.

Gravações amadoras feita por amadores. A má dores do Blues. Ama dores do Rock. Amador és do Soul. Amadores do Baião, do Reggae, do Jazz, da MPB, do Rap.

Eu e Luiz Carlos Big nos conhecemos em 1990, num “Festival de Blues” na rua. Na época ele tocava na  Blues for Sale, e eu na Mississampa Blues Band. O gosto pelo Blues e o fato de trabalharmos em agências de publicidade fez a gente se aproximar, e se tornar amigo. Era muito comum rolarem as “canjas” entre os integrantes das duas bandas daí surgiu nosso entrosamento.

 Nosso reencontro musical aconteceu em 1999, quando começamos a fazer seções para “desenferrujar”. Tocamos frequentemente durante mais de dois anos e desse nosso ritual musical originou a Blues Cake.

Big é um grande irmão de Alma, e nós continuamos tocando – e tentando – até hoje.
Todas as “músicas” foram feitas instintivamante no improviso, nesse clima e documentadas analogicamente no gravadorzinho da foto, entre 1999 e 2002.

Veja Também